Os 4 possíveis caminhos da Inteligência Artificial

Poucas tecnologias são tão impressionantes quanto a inteligência artificial, afinal, ela imita a capacidade mental humana e pode ser usada para diversas aplicações. O interessante é que, a partir de alguns dados iniciais, a I.A. aprende cada vez mais e pode tomar suas próprias decisões. Por isso, muitos cientistas e pensadores se preocupam com o futuro desse recurso.

Apesar disso, ela pode ser muito útil, tanto para as pessoas quanto as empresas e indústrias. Por exemplo, pode-se usá-la para aumentar a eficiência de operações, gerenciar estoque e logística, otimizar custos, atender clientes e facilitar compras, entre muitas outras opções. Por isso, fizemos uma lista com algumas das possibilidades de uso da inteligência artificial. Veja!

1. Simplificação de processos

Algumas atividades são bem trabalhosas e demoram para serem realizadas, então, a inteligência artificial pode facilitar e acelerar certos processos que poderia demorar bastante. Como procurar um imóvel e conseguir financiamento bancário, essa tarefa que antes durava cerca de 30 dias, com a adoção da I.A. por parte das imobiliárias, passou a ser de 4 a 5 dias.

Esse procedimento era feito com a ida do cliente a diversos bancos, até que conseguisse o empréstimo. Agora, a tecnologia faz uma análise do perfil da pessoa e indica a financeira em que ela tem mais chances de aprovação. A previsão é que esse passe a ser o padrão em alguns anos, revolucionando a forma como as imobiliárias operam e facilitando o relacionamento entre bancos e clientes.

2. Assistência virtual

Ao longo dos anos eles evoluíram e passaram a fazer parte do nosso dia a dia. Os assistentes virtuais antes eram inteligências que funcionavam com palavras digitadas e nos davam algumas respostas. Agora, eles operam por meio de comandos de voz e realizam diversas tarefas, como compras, agendamentos, ligações, guiar rotas, entre muitas outras atividades.

Alguns desses assistentes já são bem famosos: a Siri da Apple, a Cortana da Microsoft e a Alexa, da Amazon. Eles também estão disponíveis em alguns carros da Nissan e funcionam como um computador de bordo auxiliando em diversas tarefas enquanto o motorista dirige. Especialistas apontam que até 2020, 30% de todas as pesquisas na internet serão por feitas por voz.

3. Relacionamento com clientes

A inteligência artificial foi inserida no atendimento ao cliente, gradativamente, facilitando o trabalho dos atendentes e agilizando alguns processos. Hoje, ela é capaz de atender as pessoas sozinha e resolvem muitos problemas já no primeiro atendimento. Os chamados “chatbots” são assistentes virtuais criados para interagir com os clientes, sem a necessidade de intervenção humana.

Eles permitem mais autonomia e desembaraço por parte de das pessoas, que podem se sentir envergonhadas em falar com uma pessoa. Muitas vezes, negociar uma dívida com um robô é mais confortável que falar com um operador de telemarketing. Por isso, cada vez mais empresas estão usando chatbots em seus atendimentos e alguns bancos já automatizaram diversas funções.

4. Compras automatizadas

As vendas pela internet evoluíram de simples sites de compra para sistemas com sugestões e outras comodidades, como reoconher preferências dos consumidores e mostrar produtos similares. Esse sistema sofreu uma nova revolução com as compras por voz, que já são uma realidade em algumas lojas dos Estados Unidos.

Empresas como Walmart, se integraram ao aparelho Google Home, que gerencia diversas funções em casa, para realizar compras apenas por um comando de voz. Ele reconhece o histórico de compras do usuário e sequer é necessário especificar uma marca ou modelo. Basta dizer “Google, compre um iogurte” e ele mandará o pedido para o supermercado enviar o produto, tudo muito simples.

Como visto, a inteligência artificial está mudando a forma como fazemos certas operações e essa influência só cresce. Ela pode agilizar tarefas, liberando nossas mãos e usando a voz como comando. Certamente, em alguns poucos anos, essa tecnologia já será parte comum do nosso dia a dia e esperamos que eles não se revoltem contra nós, ou seja, nosso maior medo em relação a ela.

E você? O que acha do caminho que vem tomando a inteligência artificial? Compartilhe conosco a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *